Os dias que se repetem

O dia se repete,

A rotina me suga de forma nada amena

Concentro-me todo corpo e alma nas músicas que por ande vou as carrrego

E com elas escoam pensamentos meus

Eu amo essa sincronia de que meu corpo faz

Com as notas, os cheiros, as cores os sabores e os desejos

Esse, posso dizer um pouco, mas só um pouco, que sou eu

Um tanto faz em meio a outros passos na cidade

Com medos e anseios vagantes até cair de sono profundo

Mais um dia que se repete.

Anúncios

4 Ways To Grow As A Writer

K.M. Allan

Everyone knows that to become a better writer, you need to write more. Practicing the craft does exactly that; allows you to hone your skills of putting words in the right order, building scenes and shaping characters.

The more you write, the better you get at it. But better writing isn’t the only skill that a writer needs. You also need to grow as a writer, so that each book you do write is an improvement over the last, and here are four ways that you can do that.

Learn To Take Criticism

Unless a reviewer or commenter is attacking you personally (in which case they are the one with the problem), criticism of your writing isn’t personal. It’s an opinion, just like the opinions that you yourself form when you read books by others.

Opinions aren’t something that you have to agree with and can be great teachers if…

Ver o post original 838 mais palavras

O caminho

Sinto-me passar por caminhos estreitos
Vida segurando minhas mãos, eu imerso
Eles tão estreitos quanto um pequeno vão
Encontrado nas ruas escuras de inverno.

Acharei um lugar para me escorar
Segurança, pois sei que tudo vai passar
Batalharei dentro da armadura que fiz
Pois sei que virá uma época feliz

Sobre as horas em que eu ficar de joelho
Horas tantas, possivelmente eu não conte
Para erguer me precisarei de um conselho
De transeuntes que por mim andam aos montes

Mente soltando mil dúvidas
Coração sempre responde com certezas
Alma se esgueirando nesses becos nada lúcidos
Apenas caminho sem nenhuma destreza

Bravo

Não tenho muitas palavras para o hoje e sobre como estou me sentindo após a injeção de sentimentos inquietos que foi me dada ontem.
É hora de colocar em prática aquela organização de tempo a qual eu já comentei aqui. Acho que haverá uma pequena mudança de comportamento a partir de agora. Há vezes em que você é incompreendido tentando fazer o certo. Ok isso é um desabafo. Mas diferentes de outras vezes, dessa vez estou aprendendo a lição. Como será a cor desse meu começo de ano?
Respirei fundo ontem. Meu 1 dia no novo período da faculdade, muitos pensamentos, muitas lembranças, meio nervoso… E não tenho muito o que falar sobre, apenas que tenho que enfiar a cabeça nos programas. Sim, sou garoto de programa, com muito orgulho.
Fico em meios a passos dados entre a lógica dos meus estudos, para a ilógica linha de meus sentimentos. E nesse incessante conflito, sigo em frente.

Orquídea – Maikel Mendonça

Processed with VSCO with 9 preset

Nasce estranhamente
De galho ou muda, não é semente!
Orquídea,
Ao dia
Embeleza as árvores
Extraindo admirações nos olhares!

Orquidea:
Uma ideia
De te estudar
Desde a raiz ao respirar

Orquídea,
Onde via
Não vejo desta altura,
A flora, o lago e as criaturas.

Orquídea,
Onde irias,
Se onde vives não pode sair

Eu posso ir e vir
Orquídea,
Mas, pés

E nem as asas te,
E solitariamente sem ninguém

Orquídea,
Sonharia
Ser rosa de jardim
Ou perfume de jasmim?